Bem-vindo Visitante
Login de Usuário
Home > Direito > Maiquel Ângelo Dezordi Wermuth > Por que a guerra? De Einsten e Freud à atualidade
Por que a guerra? De Einsten e Freud à atualidade
Autor(es): Maiquel Ângelo Dezordi Wermuth
Idioma: Português
Editora: Essere nel Mondo
Ano de Publicação: 2015
ISBN: 978-85-67722-46-7
Formato: Somente formato eletrônico
R$ 20,00
Informações

Ao apresentar e discutir essas cartas sobre o porquê da Guerra, escritas em 1932, por dois dos maiores personagens – Sigmund Freud e Albert Einstein – do "breve" Século XX, na acepção do historiador anglo-austríaco Eric Hobsbawm, Maiquel Wermuth viu, para além de um pulinho na História a nos enriquecer, um pouco mais longe no próprio horizonte do magistério superior: o extraordinário potencial didático e pedagógico que a análise desse tipo de cartas pode possuir, na trilha da melhoria do nosso combalido, morno e esmaecido ensino jurídico. Este, por isso mesmo, está a necessitar de ares criativos, de mentes docentes dispostas e capazes de tornar atrativo o que parece ser extremamente maçante, na mesmice de conteúdos crus, frios e rasos, sem vida, igualmente encapsulados em livros feitos apressadamente para mais vender e mais rechear currículos "desesperados", sem importarem-se verdadeiramente com os sujeitos cognoscentes e, por isso mesmo, desprezíveis por qualquer educador que leve o Direito a sério.[...] A presente obra é linda, apesar de ter como temática os piores dramas que desumanizam os seres humanos; é que ela é encantadoramente bem escrita, e termina com um apelo suave e forte ao mesmo tempo: "contra a guerra, o amor". O amor que não precisa de explicações, pois que tem eloquência própria, e que, nas palavras de Agamben, vem "na inteligência de uma intangibilidade", e que, "pelo ser tal qual é", poderá suprimir o espaço da exceção e da guerra. Quem ler, saberá!

Gisela Maria Bester



1. Apresentação
2. Prefácio
3. Considerações introdutórias
4. Por que a  guerra? Correspondência de Albert Einstein e Sigmund Freud
5. Por que a guerra? De Einstein e Freud à atualidade
5.2 O visionário Albert Einstein e a temática da guerra
5.3 Sigmund Freud e o nexo originário entre direito e violência
6. Considerações finais: contra a guerra, o amor
7. Referências
8. Resumo
9. Currículo do autor
O autor é Doutor em Direito Público (2014) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), instituição na qual também cursou Mestrado em Direito Público (2010) e onde atua como Professor no Curso de Graduação em Direito desde o ano de 2011. É Graduado em Direito (2006) e Pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal (2008) pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ), instituição na qual exerce a atividade de professor/pesquisador junto ao Curso de Mestrado em Direitos Humanos (desde 2014) e ao Curso de Graduação em Direito (desde 2009). Além de diversos artigos publicados em periódicos na área do Direito e da Filosofia, é autor do livro "Medo e Direito Penal: reflexos da expansão punitiva na realidade brasileira" (publicado pela Livraria do Advogado) e coautor dos livros "Sistema Penal e Política Criminal" e "DNA e investigação criminal no Brasil" (ambos publicados pela Livraria do Advogado), bem como organizador da obra "Sistemas Regionais de Direitos Humanos: perspectivas diversas" (recentemente publicado pela Essere nel Mondo). Junto ao Mestrado em Direitos Humanos da UNIJUÍ, o autor coordena o projeto "Cinema & Direitos Humanos" e lidera um grupo de pesquisa sobre o tema "Biopolítica e Migrações"
Essere nel Mondo

Rua Borges de Medeiros, 76
Santa Cruz do Sul / RS – Brasil | CEP 96810-034

+55 (51) 3711-9469