Bem-vindo Visitante
Login de Usuário
Home > Direito > ÂNGELA MARIA KONRATH > O TRABALHO COMO CONDIÇÃO HUMANA: do moderno Prometeu ao animal laborans e o homo faber : o trabalho intensificado e as garantias do direito ao trabalho
O TRABALHO COMO CONDIÇÃO HUMANA: do moderno Prometeu ao animal laborans e o homo faber : o trabalho intensificado e as garantias do direito ao trabalho
Autor(es): ÂNGELA MARIA KONRATH
Idioma: Português
Editora: Essere nel Mondo
Ano de Publicação: 2014
ISBN: 978-85-67722-10-8
Formato: Somente formato eletrônico
E-book Esgotado
Informações
O tema proposto neste livro é o papel do trabalho na vida das pessoas no mundo contemporâneo, a partir da análise de sua construção pragmática e significativa, não apenas como meio de obter a subsistência (necessidades), mas também como afirmação de uma identidade social possibilitadora de escolhas (reconhecimento). Articulam-se esses aspectos com a pouca efetividade das garantias jurídicas que revestem o trabalho como um direito humano e fundamental. Assume-se uma perspectiva transdisciplinar para a abordagem, com o abandono do isolamento jurídico como modo de fazer e entender o Direito. O objetivo científico é refletir sobre o trabalho humano. Levanta-se como hipótese o fato do direito ao trabalho estar inserido num feixe de normas protetivas de pouca efetividade, carência essa que se atribui à diminuta compreensão dos sentidos do trabalho para além da subsistência, promovida pelos condicionamentos sociais estruturados há mais de duzentos anos pelo sistema capitalista de produção, que em sua atual vertente opera de modo neoliberal, globalizado e precarizante.Quis-se aqui refletir sobre questões acerca das quais não se tem uma resposta a dar, justamente por se acreditar que as respostas são construídas coletivamente e não dadas por uma só pessoa, mas que pela importância que ocupam na vida humana provocam o constante debate, fazendo necessária a diligência permanente no exame de suas possibilidades para avanço em direção a uma vida mais feliz e realizável ao alcance da generalidade das pessoas.
INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1 - PROMETEU E O ARTIFÍCIO HUMANO
1.1    O    MODERNO    PROMETEU    
1.2    PROMETEU    ANTROPOCÊNTRICO
1.3    PROMETEU    E    O    PROGRESSO    DA    HUMANIDADE
1.4    OS    DIFÍCEIS    TRABALHOS    DE    PROMETEU
1.5    O    EXCEDENTE    PRODUTIVO    NA    OCULTAÇÃO    DO    FOGO
1.6    A    ESPERANÇA    RELATIVIZANDO    O    ABSOLUTO

CAPÍTULO 2 - O ANIMAL LABORANS E O HOMO FABER
2.1    A    CONDIÇÃO    HUMANA
2.2    A    CONDIÇÃO    HUMANA    E    A    NATUREZA    HUMANA
2.3    A    CRÍTICA    DE    HERRERA    FLORES    À    HANNAH    ARENDT
2.4    A    VIDA    ATIVA
2.5    A    AÇÃO    NA    PLURALIDADE
2.6    O    TRABALHO    DO    HOMO FABER
2.7    O    LABOR    DO    ANIMAL LABORANS
2.8    A    AUTOMAÇÃO

CAPÍTULO 3 - A CENTRALIDADE DO TRABALHO
3.1    DA    PREGUIÇA    AO    TRABALHO    INTENSIFICADO
3.2    A    CENTRALIDADE    DO    TRABALHO
3.3    O    TRABALHO    COMO    UM    DIREITO    HUMANO    E    FUNDAMENTAL
3.4    A    LIVRE    INICIATIVA    COMO    VALOR    SOCIAL
3.5    A    FUNÇÃO    SOCIAL    DO    ESTADO    CONTEMPORÂNEO
3.6    O    VALOR    SOCIAL    DO    TRABALHO

CONSIDERAÇÕES

REFERÊNCIAS
Ângela Maria Konrath
Juíza do Trabalho e Mestre em Direito, Professora de Direito Constitucional do Trabalho, Direito Coletivo do Trabalho, Direito Processual do Trabalho e Prática de Sentença.
Essere nel Mondo

Rua Borges de Medeiros, 76
Santa Cruz do Sul / RS – Brasil | CEP 96810-034

+55 (51) 3711-9469